Print Friendly, PDF & Email

Quando o cuidado e o tato geram valor: descubra como a especialização em envelhecimento se situa no mercado atual

Sempre que vamos tomar decisões no que se refere à nossa carreira, precisamos pensar no tipo de profissionais que seremos. Qual caminho queremos seguir? Com que tipo de clientes gostaríamos de trabalhar? Aliado a isso, qual é o melhor nicho em termos de mercado, demanda e remuneração? Em meio a tantas dúvidas, é importante ter foco e definir o próprio lugar dentro do mercado, buscando agregar valor ao trabalho e ser um profissional que se destaca por fazer o seu melhor, independente da atividade, área ou clientela que deseja ter.

Profissão cuidador de idosos

Atualmente, a dinâmica social criou espaço para um profissional que tem sido cada vez mais requisitado: o profissional que acompanha, cuida e atende pessoas idosas. As razões disso? Podemos apontar várias, a começar pelo aumento da expectativa de vida de um modo geral. Nos dias atuais, as pessoas da terceira idade são muito mais dinâmicas e ativas do que o eram antigamente. A velha crença de que ser idoso é repousar no aconchego de seu lar caiu por terra há algum tempo e felizmente os idosos querem mais do que nunca respirar saúde e ir atrás daquilo que gostam.

Exigências profissionais

No entanto, há, para tanto, alguns entraves. Temos, especialmente nas grandes cidades, uma rotina que pode oferecer diversos obstáculos para um idoso. Podemos citar como exemplo o deslocamento. O acelerado tráfego de veículos e pessoas pode mesmo dificultar uma simples saída para ir até o banco mais próximo, por exemplo. Além disso, muitas famílias não conseguem permanecer tranquilas em seu dia a dia sabendo que seus idosos estão transitando sozinhos ou que estão em casa, sem companhia.

Por essas e outras razões, os profissionais com certificado de cuidador de idosos têm sido bastante procurados. São pessoas treinadas no cuidado ao idoso, com bastante tato para lidar com suas necessidades físicas e psicológicas. É importante que estes profissionais tenham bastante paciência e que gostem de verdade daquilo que fazem.

Assim, contribuem imensamente para a melhoria da qualidade de vida dos idosos, uma vez que são excelentes companhias, observam a segurança dos idosos, cuidam para servir as refeições e dar os medicamentos (quando há) nas horas indicadas pelo médico e podem facilmente evitar que o idoso se sinta melancólico, deprimido ou abandonado. Assim, filhos, netos e sobrinhos podem continuar exercendo suas funções profissionais ou outras atividades do dia a dia com mais tranquilidade.

Personal trainer especializado para idosos

Há idosos que adoram ser fisicamente ativos, tanto por já terem o hábito de se exercitar ao longo da vida ou mesmo porque desejam entrar em forma, se distrair ou começar alguma atividade. Há também casos nos quais os médicos recomendam a atividade física como tratamento para algum tipo de problema de saúde. No entanto, a atividade física para idosos é preciso ser observada de perto e acompanhada por um profissional, a depender da recomendação, do histórico de saúde do idoso e da atividade física a ser realizada.

Diversos personais trainers têm buscado a área e descoberto que está em plena ascensão, não só porque o mercado está carente destes profissionais, mas também porque a atividade física faz uma diferença gritante na vida de um idoso e é extremamente gratificante avaliar estes resultados.

O personal trainer para idosos deve ter como foco a saúde, a qualidade de vida e o bem-estar do cliente. Deve ser mais do que um professor: um companheiro. Capaz de dar ouvidos e buscar ser um excelente amigo e motivador, traçando com ele objetivos e ajudando-o a alcançá-los.

Além disso, há atualmente diversas academias especializadas em exercícios para a terceira idade, bem como na formação de turmas exclusivas com exercícios voltados para o cultivo à boa saúde e à prevenção de doenças, deixando a boa forma e a melhora de performance atlética para segundo plano, neste caso.

O cuidado como forma de atendimento

Em qualquer profissão da área da saúde que tenha estreita relação entre profissional x cliente, é imprescindível que aquele priorize o cuidado como forma de atendimento, tanto no que diz respeito à atenção para que o trabalho seja bem-feito, como também no sentido de cultivar uma boa relação e cuidar para que o cliente se sinta compreendido, respeitado e que a devida atenção pessoal é dada a ele. Isto se acentua ainda mais quando falamos a respeito de idosos, que em muitos casos passam muito tempo sozinhos e gostam bastante de conversar e divagar sobre coisas do passado, o seu dia a dia e as atividades que realizam sozinhos.

Entendendo o processo de envelhecimento

Muito se questiona a respeito do processo de envelhecimento: afinal, o que deve ser feito para “evitá-lo”? Com esta pergunta em mente, muitas pessoas buscam esta solução mágica que afastará as consequências do passar dos anos e da vivência de tantas experiências e histórias. O avançar da idade nada mais é do que a natureza de todos os seres vivos e “evitar” o envelhecimento é algo impossível para todas as criaturas vivas do planeta.

O ser humano está culturalmente voltado para a juventude, e encontra os mais diversos meios e tecnologias para manter a aparência de um jovem por bastante tempo. Porém, cabe a nós fazermos a seguinte pergunta: a saúde não deve ser prioridade? Afinal, de que adianta ostentar uma aparência jovem quando o corpo é ou pode ser acometido por diversos males?

Envelhecimento Natural do Organismo

Assim, é importante pensarmos que a nossa busca deve ser em prol da saúde e do envelhecimento natural do organismo, sem que seja acelerado por maus hábitos alimentares, sedentarismo ou vícios diversos, bem como por doenças que poderiam ser evitadas caso se adotasse o cuidado diário com o organismo, evitando os excessos que a vida agitada de hoje nos oferecem. O envelhecimento natural é, invariavelmente, saudável e uma fase de transição como qualquer outra.

Envelhecer com saúde, bem-estar e com uma qualidade de vida invejável para muitas pessoas mais jovens é algo perfeitamente possível. O idoso que se exercita, se alimenta bem, tem uma boa qualidade de sono e psicológica torna-se imune a muitas doenças às quais estaria sujeito se não fossem estes fatores. 

Se você é personal trainer ou profissional de educação física, você precisa conhecer o treinamento que irá torná-lo um especialista em atendimento ao público idoso. Com esse treinamento você irá preencher todos os horários vagos da sua agenda e ainda ter segurança financeira. Afinal esse público é extremamente fiel.

Especialização em Envelhecimento

Deixe um comentário

Comentários