Print Friendly, PDF & Email

Personal trainer especializado em terceira idade – por que é importante para o idoso?

Se você optou por especializar-se em envelhecimento, é importante ter em mente alguns fatores para prestar o melhor serviço para os seus clientes e ser uma referência na área. Obviamente, é de suma importância estudar e se aperfeiçoar na área que você atua ao longo da vida.

Afinal, estar alinhado às mais recentes tendências é essencial para que você abra vantagens frente a outros prestadores de serviços com especialização semelhante à sua. Embora a demanda por serviços de acompanhamento em atividade física tenha crescido muito por parte do público idoso, olhares de outros profissionais também têm sido atraídos nessa direção.

Pense sempre no melhor para seu cliente

Independente da competitividade, a função do bom profissional é buscar sempre prestar o melhor serviço a seus clientes. Pensando nisso, listamos neste artigo alguns itens que você precisa saber a respeito de envelhecimento e público idoso e que poderão te ajudar a concentrar o foco de seus estudos naquilo que é mais vantajoso para você e também para eles.

A esta altura você já deve saber que para especializar-se em um nicho específico é preciso conhecê-lo profundamente e considerar todas as suas necessidades. Assim, colhemos algumas dicas indicadas por especialistas sobre o que é mais importante para o idoso que procura um acompanhamento para realizar atividades físicas.

É válido ressaltar que não buscamos aqui prescrever modos de trabalho, mas sim semear ideias que podem florescer em seu futuro profissional e beneficiar pessoas que podem ter em você uma esperança sem igual. Obviamente, é seu dever explicar detalhadamente tudo o que você pode fazer para o seu cliente, ressaltando que os bons resultados dependem tanto de você quanto dele!

Estética fica para segundo plano

Veja bem, isso não significa que o idoso não se preocupa com a sua vaidade e aparência, mas que, de um modo geral, a sua prioridade é a saúde, a qualidade de vida e o bem-estar.

Você mesmo pode mostrar a ele que a estética também será modificada para melhor à medida que a atividade beneficia a pele, os cabelos, a qualidade do sono e outros fatores. Por isso, idosos desejam corpos sadios, que lhes permitam viver normalmente, sem limitações.

Intensidade

Você precisará entender muito bem a necessidade e os limites de cada indivíduo, submetendo-o apenas àquilo que lhe será benéfico. Pensando nisso, retomamos uma importante questão que é pensar no idoso em um contexto social, imaginar o seu dia a dia e até perguntar a ele sobre sua rotina, para conhecê-lo e ajudá-lo melhor.

Procure sempre lembrar que após a atividade física que você passar, ele deverá ser capaz de levar o seu dia a dia normalmente, sem exaustão, dores ou outros tipos de mal estar.

Tratamento

Os médicos não hesitam em recomendar a atividade física como parte do tratamento de alguma doença ou mesmo como o tratamento em si.

Por isso, é comum que muitos idosos que não tinham o costume de se exercitar procurem um personal trainer para ajuda-los nisso. Por ser uma recomendação médica (neste caso) é preciso levar o acompanhamento a sério tanto quanto pode ser feito. Lembre-se que a saúde deste cliente passa a depender muito de você.

Qualidade de vida

Idosos que já desenvolveram algum tipo de doença podem procurá-lo para diminuir o impacto desta doença. Por isso, fatores como melhora da disposição, do sistema circulatório, aumento da densidade óssea, redução do risco de infarte e outros fatores devem ser considerados como primordiais para aumentar a qualidade de vida deste indivíduo.

Para aqueles que não desenvolveram nenhum tipo de doença mas desejam sentir-se mais dispostos, a tarefa pode ser um pouco mais tranquila, mas ainda assim deve ser levada com bastante seriedade.

Disposição e funcionalidade

Para o idoso, é difícil perceber que já não consegue continuar fazendo coisas que gosta e que antes fazia com certa facilidade. Parte desta limitação “adquirida” pode ser causada pelo sedentarismo e resolvida com a prática correta de atividade física.

Portanto, trabalhe com treinos que tenham foco em aumentar a flexibilidade, a resistência muscular, o aumento da capacidade cardiovascular, aumento do equilíbrio e de outros fatores que o preparem para retomar um ritmo parecido com o que costumava a ter para realizar suas atividades diárias.

Trabalhar o cérebro é essencial

Com a idade, deixar de trabalhar o cérebro pode representar uma perda progressiva da sua capacidade. Portanto, atividades que exercitam o cérebro durante o treino pode evitar a perda da memória , a prevenção do declínio cognitivo e da demência. Há pesquisas que apontam que a atividade física é capaz de atenuar até mesmo os efeitos do Alzheimer.

Além disso, você precisa identificar quando um idoso possui uma demanda desta natureza, para que assim você possa trabalhar melhor a questão do exercício do cérebro.

Grupos

Você pode tomar a iniciativa de montar um grupo de clientes para passar um treino coletivo. Porém, é importante que este grupo seja direcionado a incentivar os indivíduos a fazer novas amizades, tornar os treinos mais interativos e fomentar a vida social de algumas pessoas que podem sofrer de problemas oriundos da solidão, depressão e melancolia.

É importante lembrar que este seria apenas um diferencial no seu trabalho e que é preciso ter segurança para estruturar algo desta natureza. Se você possui um grupo de faixa etária e sem problemas de saúde graves (a ponto de o grupo fazer mais mal do que bem) pode tomar a responsabilidade para montar um grupo de atividade física e tornar os treinos extremamente prazerosos, permitindo o incentivo e motivação mútuos.

Como você pode ver, aqui buscamos um entendimento mais generalizado a respeito do público idoso. É preciso tomar certa distância e olhar para os clientes considerando fatores tão relevantes quanto o histórico físico e médico que trazem em suas bagagens.

São pessoas que podem lhe presentear com resultados extremamente satisfatórios através de mudanças significativas em suas qualidades de vida. Ter consciência de que você trabalhou para representar melhoras tão relevantes na vida de outro ser humano faz todo o esforço empenhado na carreira valer a pena.

Quer se aprofundar no conhecimento desse mercado promissor e tornar-se um personal trainer especializado em idosos? Conheça  treinamento Personal Trainer para a Terceira Idade. Prepare-se com um curso específico para Personal Trainer para Idosos.

Deixe um comentário

Comentários