Print Friendly, PDF & Email
O Brasil será, em poucos décadas, um dos países com maior número de idosos do mundo.
Em 2050, nada menos que 64 milhões (30% da população) de brasileiros estarão com 60 anos ou mais. Hoje são 25 milhões (12% da população) e a expectativa de vida saltará de 75 anos para 81 anos.
Estas informações foram retiradas da revista Veja e tenho certeza que para você que acompanha minha página ou meu blog isso não é nenhuma novidade.
O grande desafio, segundo a matéria, é o desejo dessas pessoas de continuarem independentes e com autonomia e eu tenho certeza também que isso não é nenhuma novidade, certo?
Agora o que muitas vezes parece óbvio pode, em certas ocasiões, passar despercebido e nos surpreender. O envelhecimento não aparece de repente, ele acontece ao longo dos anos e precisamos ficar atentos a esses sinais, como por exemplo: quantas vezes escutamos a frase “caí de maduro” e achamos normal ou até damos uma risadinha? A pergunta é: o que podemos fazer para que essas pessoas continuem independentes e autônomas?
Hoje não é incomum trabalharmos 5, 10 anos com nossos clientes, mas será que estamos atentos às mudanças que o avanço da idade traz?
Nesse ponto que a frase consciência gerontólogica chama a atenção: precisamos ficar atentos, nos tornando investigadores desse processo para antecipar os acontecimentos com medidas preventivas. Mas para isso temos que ter visão global e sermos interessados no dia a dia dos nossos clientes e sempre se perguntar: o que mais eu posso fazer?
Se você ainda não garantiu sua vaga para o II Workshop Presencial Fisiofit Sênior, corre que ainda dá tempo que garantir uma das últimas vagas restantes.
II-workshop-sobre-Longevidade

Deixe um comentário

Comentários