Print Friendly, PDF & Email

Saiba como atender pacientes idosos que são afetados com a doença

Você com certeza conhece ou vai conhecer alguém que tem Artrose. Afinal, é uma das doenças reumáticas mais comuns. Ela é conhecida também como osteoartrose, osteoartrite, artrite degenerativa e doença articular degenerativa. A enfermidade pode afetar tanto mulheres quanto homens e à medida que ficamos mais velhosmaiores chances dela aparecer.

Mas afinal o que é Artrose?

É um processo que envolve a degeneração da cartilagem. Quando está no começo, o problema se caracteriza pela aspereza da cartilagem fazendo com que a fricção durante a movimentação da articulação aumente cada vez mais.

Sim isso causa dor. E piora ainda mais quando o quadro se agrava. É que nessa fase a cartilagem está totalmente destruída ocorrendo então o atrito direto entre os ossos e, consequentemente, o desgaste dos mesmos.

“Isso acontece porque as extremidades dos ossos do corpo são cobertas por uma superfície lisa, chamada cartilagem, que atua como uma espécie de almofada para as articulações, permitindo que os movimentos sejam realizados sem impacto. Quando a pessoa desenvolve artrose, a cartilagem é lesada, causando problemas de movimento, inflamação da articulação e deformação”, explica o ortopedista Marco Aurélio Neves.

Quais as Causas da Artrose?

Sabe-se que a idade contribui muito para a ‘chegada’ da artrose, porém ela não é a única responsável. Médicos e especialistas revelam que há outros fatores de risco para o surgimento do problema.

Entre as causas que também contribuem para o aparecimento da artrose estão obesidade, ossos fortes demais na velhice, trabalhar em algo que exija muito das articulações, falta de exercícios físicos ou excesso de atividades físicas de alto impacto, além de fatores hereditários.

De acordo com o ortopedista Marco Aurélio Neves, qualquer articulação pode ser afetada pela artrose, sendo sua maior incidência nos joelhos, quadris, dedos, mãos, coluna lombar e cervical.

idoso-com-artrose

Como descobrir os sintomas da Artrose?

A maior queixa entre os pacientes é a dor. E ela tende a piorar quando o indivíduo realiza algum esforço físico ou depois de momentos de imobilização, como em viagens ou após assistir a um filme no cinema. Há casos, inclusive, de queixas relacionadas a mudanças de clima.

Além da dor há relatos também de pessoas que sentiram rigidez nas articulações. Ortopedistas explicam que isso ocorre comumente assim que o indivíduo acorda ou quando ele fica por um bom tempo sem realizar algum movimento. Há ainda outros sintomas ligados à enfermidade, tais como inchaço, deformidade e ausência de firmeza durante a prática de algum movimento.

Joelhos e quadris são os mais afetados!

artrose-joelho-quadril

Segundo os médicos, as articulações dos joelhos são as mais atingidas pela artrose. O paciente sofre com a rigidez, inchaço e dor do membro, o que dificulta a realização de movimentos simples como andar, levantar, sentar e subir escada.

O quadril também é afetado pela doença. Entre os sintomas que dificultam a vida do paciente estão dor e rigidez na própria articulação. Algumas pessoas revelam que as dores mais fortes são sentidas nas nádegas, virilha e coxas.

E como a atividade física pode ajudar?

importancia-da-atividade-fisica

A artrose não tem cura e não há nenhum tratamento que regrida a doença. Porém há uma saída para minimizar os sintomas como a dor e a rigidez nas articulações dos joelhos e quadris: a prática direcionada de uma atividade física, acompanhada por um personal trainner.

O profissional de educação física pode acompanhar o paciente e orientá-lo sobre isso. E entre as sugestões indicadas por profissionais da área estão:

  • Exercícios de força muscular: a musculação é uma boa saída. Ela contribui para a manutenção e o desenvolvimento da força muscular. Isso é muito importante, pois músculos fortes ajudam a apoiar e dar proteção para as articulações;
  • Exercícios que simulem o cotidiano do paciente: as atividades que se assemelhem à vida diária do indivíduo são extremamente importantes porque ajudam na manutenção dos movimentos realizados normalmente pelas articulações, além de contribuir para suavizar a rigidez e na manutenção e melhoria da flexibilidade, muitas vezes perdida por conta da artrose;
  • Exercícios aeróbicos ou que requer maior resistência que ajudem a controlar o peso e aumentar o condicionamento cardiovascular.

Outros pontos importantes enfatizados por profissionais da área é que a prática da atividade física deve ser prazerosa, sem dor, contínua, mas com baixa intensidade. O objetivo do acompanhamento é aliviar os sintomas da artrose e dar ao paciente uma melhor qualidade de vida.

E você sabia que…

populacao-de-idosos-mundial

… a população mundial está ficando cada vez mais velha. No Brasil, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), até 2050 a estimativa é que a quantidade de pessoas com mais de 60 anos cresça mais do que a média mundial, passando de 12,5% para 30%, até a metade do século. Com a idade avançando surgem as enfermidades decorrentes da fase, entre elas a artrose.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) revela que 9,6% dos homens e 18% das mulheres com idade acima de 60 anos já são vítimas da doença. Desse total, aproximadamente 80% sofrem com por ter seus movimentos limitados e 25% não conseguem realizar atividades do seu cotidiano como caminhar, levantar, subir escada, dirigir e até mesmo e segurar algum objeto.

Por isso, existe algo que você precisa saber agora!

Para atender esse público você precisa necessariamente de um conhecimento específico. E é sobre ele que eu apresento em uma sequência de vídeos GRATUITOS!

Isso mesmo! Você não vai pagar nada pelo conteúdo que eu adquiri durante os meus 23 anos atendendo exclusivamente o público idoso.

Então, se você quer se apropriar desse minha experiência tornando-se um expert no atendimento ao público idoso, que extremamente fiel ao profissional que cuida dele, clique na imagem abaixo e faça seu cadastro para receber os 5 vídeos gratuitos tendo mais informações sobre esse mercado cada vez mais promissor!

banner-video

 

Deixe um comentário

Comentários