Print Friendly, PDF & Email

Cada vez mais idosos precisam do personal trainer para ajudá-los no tratamento e prevenção dessas doenças

Médicos e especialistas são unânimes em afirmar que a prática constante de exercício físico é fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo. Além disso, a atividade física traz ainda inúmeros benefícios à saúde de qualquer pessoa, inclusive para quem possui algum tipo de doença degenerativa, como Alzheimer e Parkinson.

Pesquisas realizadas em solo americano já comprovaram que exercitar-se regularmente pode ser uma excelente saída para prevenção e retardamento do avanço dessas enfermidades, qualificadas pela lesão gradativa de células do organismo e que levam às sérias limitações físicas e mentais do indivíduo.

Uma dessas investigações ocorreu na Universidade da Califórnia ao longo de 20 anos com 876 idosos com idade acima de 78 anos. Ela confirmou que uma vida mais ativa, com a inserção de atividades aeróbicas no cotidiano, pode estar associada ao crescimento do volume da massa cinzenta do cérebro dos indivíduos acompanhados, inclusive àqueles que já possuíam Alzheimer.

Segundo os estudiosos a prática de atividades físicas de forma constante tende a diminuir a seriedade da demência porque há um maior gasto de energia. E o resultado é que esse esforço contribui para o desenvolvimento da massa cinzenta. Ela é responsável pela nossa cognição, portanto sua redução pode levar a pessoa a quadros severos de doenças mentais.

Andar de bicicleta faz bem?

andar-bicicleta-faz-bem

Sim! Em outro estudo americano, pesquisadores confirmaram que exercícios aeróbicos, como, por exemplo, andar de bicicleta, demonstraram eficientes resultados para pacientes portadores do mal de Parkinson.

De acordo com a investigação, esse tipo de atividade resulta em diversos benefícios como gerar uma grande oxigenação cerebral, contribuir para a melhor comunicação entre as várias regiões do cérebro e ainda diminuir os sinais da doença, como a lentidão dos movimentos, a rigidez dos músculos e os tremores constantes.

Outra novidade revelada pelos pesquisadores é que quanto mais intenso for o exercício, quanto mais rápido a pessoa pedalar maiores serão os resultados positivos. Eles chegaram a essa conclusão favorável aos pacientes que sofrem com a doença após avaliarem o impacto da atividade em 26 indivíduos com idade entre 30 e 75 anos que também possuíam a enfermidade.

Mas aqui no Brasil? O que pensam os estudiosos sobre o assunto? Realmente a atividade física regular pode contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas portadoras de Alzheimer ou Parkinson? A resposta é sim!

Proteção ao cérebro!

protecao-ao-cerebro

“O exercício físico aumenta a produção de substâncias que atuam na proteção das células do cérebro, prolonga a vida dessas células e previne que elas entrem num processo de morte. No caso das doenças do sistema nervoso central, como Alzheimer e Parkinson, a atividade física é benéfica porque protege o cérebro”, explica o neurocientista Nasser Allam.
De acordo com ele, as atividades aeróbicas contribuem ainda para uma melhor irrigação do sangue no cérebro, podendo prevenir, assim, o aparecimento de demências.

E como as doenças degenerativas afetam principalmente os mais idosos, inúmeros profissionais da área de educação física revelam que esse público é cada vez mais crescente nas academias. Muitos, inclusive, chegam decididos em realizar exercícios que possam prevenir males que surgem com a maior idade, em especial Alzheimer e Parkinson.

“Com o aumento da expectativa de vida, os idosos têm se preocupado cada vez mais com a qualidade de vida durante o envelhecimento. A classe médica, por sua vez, tem divulgado a importância da prática de exercícios físicos tanto na prevenção quanto na contenção do avanço de doenças degenerativas”, destaca o personal trainner Alexandre Pereira.

Por que sair do sedentarismo?

por-que-sair-do-sedentarismo

Mesmo com o avanço da medicina, os profissionais de saúde sempre orientam que é de fundamental importância o indivíduo realizar algum tipo de exercício físico a fim de prevenir doenças, inclusive degenerativas. Entres os diversos motivos estão:

  • A prática esportiva pode retardar o avanço dessas enfermidades, pois pode conservar por muito mais tempo nossa memória, nosso pensamento, a concentração, além da consciência de tempo e de espaço. Além disso, quando realizamos alguma atividade prazerosa as noites de sono tendem a melhorar.
  • Quanto mais continuamos na atividade física, mais ela contribui para a concepção de novas conexões no cérebro o que ajuda e muito frente aos males como o Alzheimer que tem como principal particularidade a perda progressiva das conexões entre os neurônios.
  • Quando colocamos o corpo para trabalhar a nosso favor de forma regular a tendência é que ele produza aqueles tão desejados hormônios amigos, como a endorfina, que nos dá a sensação de bem-estar. Isso implica em ficarmos mais felizes, estáveis, mais protegidos da depressão, ansiedade e todas as enfermidades que afetam qualquer ser humano.

Mas afinal o que são essas doenças?

entenda as doencas

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que provoca perda de memória, do pensamento, afeta o comportamento e ainda atinge de forma negativa a capacidade de a pessoa realizar até mesmo atividades simples, do cotidiano. Entre os sintomas estão agressividade e dificuldade em falar. Em casos de demência, ela corresponde 70%.

Já o mal de Parkinson afeta diretamente o sistema nervoso e é facilmente reconhecido pelos constantes tremores dos músculos quando estão descansados, pela rigidez, além de deixar o paciente com movimentos voluntários mais lentos. Ela surge comumente entre os 50 e 79 anos. Assim como Alzheimer, o Parkinson é também uma doença que progride de forma intensa.

E AGORA? O QUE VOCÊ PODE FAZER POR ESSES PACIENTES?

Bem, tenha certeza que você pode fazer muito por eles! Como? Apropriando-se de um conhecimento direcionado que eu vou lhe entregar GRATUITAMENTE em uma sequência de vídeos.

Esse conteúdo que você receberá gratuitamente é resultado do meu conhecimento adquirido durante os meus 23 anos atendendo exclusivamente o público idoso.

Por isso, se você quer se especializar neste público,  extremamente fiel ao profissional que cuida dele, clique na imagem abaixo e faça seu cadastro para receber os 5 vídeos gratuitos tendo todas as informações sobre esse segmento que cresce a cada ano!

banner-video

Deixe um comentário

Comentários